Pensadores Brasileiros       

Anúncios
Procure o livro dos seus pensadores favoritos na Livraria Cultura!

Add to Technorati Favorites




segunda-feira, abril 30, 2007

Fatos raciais sobre os partidos dos EUA

Tanto no Brasil, onde quase nada se conhece da política americana, como nos EUA, pode ser comum encontrar quem diga que o Partido Republicano é tudo o que há de ruim e que é racista.

Eis os fatos:

O partido Republicano foi fundado por ativistas anti-escravidão, em contraste com o partido Democrata pró-escravatura.

Abe Lincoln, um presidente Republicano, levou o Norte à vitória na guerra civil e libertou os escravos enquanto os Democratas fizeram tudo o que podiam para manter a escravidão.

Em 1898, em Wilmington, North Carolina, Democratas assassinaram Republicanos negros no que foi o único golpe de estado daquele país.

Em 1922, os senadores Democratas sabotaram uma tentativa dos Republicanos de fazer passar uma lei que tornava o linchamento um crime federal.

O presidente Democrata Franklin Delano Roosevelt nomeou Hugo Black, um antigo membro da Ku-Klux-Klan, para a Suprema Corte.

Contraste isso com o presidente Republicano Dwight Eisenhower, que enviou tropas para assegurar que a segregação acabasse nas escolas de Little Rock, Arkansas, e ordenou a completa de-segregação das Forças Armadas.

Esses são só alguns dos fatos. Veja mais aqui.

Por aí já se vê a tendência, mas alguém poderia dizer que esses fatos se deram à muito tempo atrás e que a partir dos anos 60, as coisas teriam mudado.

Mudaram sim, mas não no sentido que se suspeita.

O presidente Lyndon Johnson, que disse "I'll have those *niggers* voting Democratic for the next 200 years" (esse é um termo extremamente ofensivo aos negros norte-americanos), promoveu a destruição de famílias com seus programas que financiavam mães solteiras, o que fez explodir o número de crianças nascidas na ilegitimidade.

George Wallace, Democrata governador do Alabama, pregava "segregação agora, segregação amanhã e segregação para sempre". Wallace uma vez bloqueou pessoalmente a porta de uma das escolas do Alabama para impedir crianças negras de irem à escola com as demais crianças.

Bull Connor, um oficial de polícia do Alabama, membro da Ku-Klux-Klan e Democrata, atiçava seus cães e ligava mangueiras de incêndio contra os ativistas de direitos civis que protestavam.

82% dos Republicanos votaram a favor da Lei dos Direitos Civis de 1964 comparados com apenas 64% dos Democratas.

Poucos anos mais tarde, o presidente Republicano Richard Nixon realçou as leis de ação afirmativa.

Hoje em dia, os Democratas recebem mais de 90% dos votos dos negros e, no entanto, nos distritos demograficamente dominados pelos Democratas não-negros, somente 5 candidatos negros conseguiram se eleger.

Strom Thurmond, um ex-racista Democrata, se tornou Republicano e reverteu sua opinião segregacionista, se tornando o primeiro senador de um estado do Sul a empregar profissionais negros em sua equipe.

O único jurista negro na Suprema Corte é Clarence Thomas e foi nomeado pelo Republicano George Bush (pai), sob oposição feroz e caluniosa do partido Democrata.

O presidente Republicano George W. Bush, ao incluir mulheres e minorias, formou a equipe presidencial mais diversa de toda a história. A primeira secretária de estado negra é Condolezza Rice e o primeiro secretário de estado negro foi Colin Powell. Alberto Gonzalez e Carlos Gutierrez foram os primeiros hispânicos a ocuparem os postos de Procurador Geral e Secretário de Comércio.

O programa de rádio de Rush Limbaugh, o programa conservador mais popular do mundo, conta com o economista Walter Williams.

Entre os blogs conservadores, Condolezza Rice foi a preferida para se candidatar à presidência em 2008. Esses mesmos autores de blogs votaram em Janice Rogers Brown (empatada em primeiro lugar) para substituir uma jurista da Suprema Corte.

Enquanto isso, o candidato Republicano ao senado por Maryland, Michael Steele, foi insultado pelos racistas Democratas que jogaram biscoitos Oreo nele. Outros Republicanos negros foram insultados com os epítetos racistas "Uncle Tom" e "Aunt Jemima" pelos Democratas.

Um estudo de um professor da Yale observou os padrões de votação e descobriu que, numa eleição para senador, os Republicanos não-negros têm 25% de chances em média de votar num candidato Democrata se o candidato Republicano for negro, comparados com 38% de chances para os Democratas votarem num Republicano se o candidato Democrata for negro. Isto significa que há consideravelmente mais Democratas dispostos a mudar de lado para evitar votar num candidato negro do que Republicanos.

Outra pesquisa do professor Iyengar, de Stanford, descobriu que, com relação ao socorro prestado após o desastre do furacão Katrina, os Democratas estavam dispostos a doar US$1.500 a mais para vítimas brancas do que para qualquer outra minoria, enquanto que os Republicanos não fizeram qualquer distinção ou preferência racial, baseando sua resposta apenas em princípios.

Há racistas em ambos os partidos, mas há bem mais racistas no partido Democrata e isso sempre foi assim. Os Democratas nunca tiveram qualquer escrúpulo em usar a discriminação racial com objetivos políticos e, assim, apóiam qualquer políticas que garantam votos como ação afirmativa, reparações, quotas raciais e, que os Republicanos não apóiam por acreditarem em políticas neutras e por julgarem as pessoas pelo caráter em vez de pela cor da pele.

Há vários notáveis Republicanos que são negros: Condolezza Rice, Colin Powell, Rod Paige, Thomas Sowell, Walter Williams, Larry Elder, J.C. Watts, Michael Steele, Ken Blackwell, Lynn Swann e outros.

Marcadores: , , , , , , ,



postado por PBR às      

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial







Voltar a Pensadores Brasileiros