Pensadores Brasileiros       

Anúncios
Procure o livro dos seus pensadores favoritos na Livraria Cultura!

Add to Technorati Favorites




sábado, agosto 30, 2008

Sarah Palin pode ser o próximo Ronald Reagan

Adam Brickley, um estudante da Universidade de Colorado e autor de blog, 21 anos, começou em Fevereiro de 2007 uma campanha de apoio à candidata a vice de McCain, Sarah Palin. Hoje ele vê seu desejo confirmado.




Segundo ele, Sarah Palin é uma anomalia na política Americana não apenas por ser mulher ou ter formação de classe média operária, nem tampouco por ser governadora e mãe de 5 filhos. O que distingue Palin é que ela tem uma das maiores bases de apoio entre os vários líderes do país. Quase ninguém a odeia.

Mike Huckabee jamais teria apelo entre os libertários republicanos. Rudy Giuliani jamais seria apoiado pelos conservadores em questões sociais. Evangélicos teriam objeção contra Mitt Romney. E finalmente, conservadores vêem McCain com desconfiança. Sarah Palin não tem esse problema.

Ela é pela vida contra o aborto, pelos direitos dos cidadãos honestos de portar armas, bloqueou centenas de milhões de dólares de desperdício/gastos governamentais. Há uma grande parte dos Democratas que rejeitam Obama (principalmente eleitores decepcionados com a rejeição de Hillary Clinton, muitos que adotaram a sigla PUMA - "Party Unity My Ass", ou "Fidelidade Partidária é o @#%$&*" - veja a reação entusiasmada desses Democratas perante o anúncio de Palin como vice ).

Ao derrubar a classe política corrupta no Alasca, Palin fez mais mudanças do que aquelas que o Obama consegue apenas falar a respeito. E ela tem perícia no assunto que tem dominado a eleição ultimamente: o preço da gasolina.

O último candidato que reuniu uma coalizão tão ampla foi Ronald Reagan. Ele não apenas ganhou a presidência em duas votações esmagadoras, mas se tornou um dos presidentes mais queridos e realizadores da história recente. Adam Brickley não tem dúvida de que Sarah Palin tem a capacidade de ser o próximo Reagan.

2008 é um ano de eleições cruciais e o novo presidente eleito terá que lidar com a guerra no Iraque/Afeganistão, a crise da gasolina, a invasão e ameaças da Rússia aos países vizinhos e vários outros problemas. São problemas muito graves para entregar a presidência a Obama e Biden e muito graves para que McCain se limitasse a escolher um vice inócuo, em vez de fazer essa escolha arrojada.

Com o anúncio de Palin, a campanha de McCain ganhou mais 7 milhões em contribuições em questão de horas.

Marcadores: , ,



postado por PBR às      

2 Comentários:

Blogger Kosher-X disse...

Espera aí, mas e a Gravina Island Bridge? http://en.wikipedia.org/wiki/Gravina_Island_Bridge

15 de setembro de 2008 09:43:00 GMT-5  
Blogger PBR disse...

E daí a Gravina Island Bridge? Você tem que ler o que ela disse ao longo do tempo e ver se isso realmente indicia a Sarah Palin.

Ela, como governadora, tem a obrigação de defender a construção de infraestrutura que beneficie o seu estado.

No caso, era uma ligação entre uma comunidade e um aeroporto.

Ela era a favor de construir essa infraestrutura, mas se opôs à construção de uma ponte que custaria de 300 a 400 milhões e acabou encontrando uma alternativa mais barata. Ponto para Palin.

Não há nada de mais em dizer "Vamos construir uma ponte" e depois dizer "Mas essa ponte vai sair muito cara, vamos buscar uma alternativa".

15 de setembro de 2008 10:18:00 GMT-5  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial







Voltar a Pensadores Brasileiros