Pensadores Brasileiros       

Anúncios
Procure o livro dos seus pensadores favoritos na Livraria Cultura!

Add to Technorati Favorites




terça-feira, outubro 19, 2010

Por que dizem que o PT é um partido ultra-abortista?

Desde décadas, os políticos do PT apresentaram inúmeras propostas legalizando o aborto, conforme abaixo:


PL 20/1991, de Eduardo Jorge e Sandra Starling, obrigando o SUS a fazer exatamente o que o ministro Serra autorizou através da norma técnica.


PL 1104/1991, do Eduardo Jorge, dando folga para a funcionária que tirar um dia de trabalho para fazer aborto


PL 1135/1991, de Eduardo Jorge e Sandra Starling, querendo apagar o artigo do Código Penal que considera crime uma mãe matar sua criança por conta própria


PL 1174/1991, do Eduardo Jorge, que tenta reescrever o artigo do Código Penal aumentando os casos em que o aborto não seria punido e liberando a mãe para matar seu filho(a) por conta própria


PL 2023/1991, do Eduardo Jorge, permitindo aborto em caso de mãe contaminada com HIV


PL 176/1995, do José Genoíno, pela liberação total do aborto (ele já havia apresentado vários outros PLs abortistas antes de 2001)


PL 1956/1996, da Marta Suplicy, a favor do aborto para eugenia


PL 605/1999, do Professor Luizinho, ditando que os policiais deveriam fazer propaganda do aborto para as vítimas de estupro - virou a PLC 18/2001, que foi sustada graças ao senador Pedro Simon


PL 660/2007, da Cida Diogo (a que criou caso com o Clodovil e fez aquela palhaçada em pleno Congresso), tentando liberar o aborto eugênico.


PL 4403/2004, da Jandira Feghali que é do PCdoB, mas que a Cida Diogo do PT quis desarquivar


PL 4304/2004, do Eduardo Valverde, novamente tentando remover as penalidades contra o aborto


PL 21/2003, do Roberto Gouveia, querendo apagar o artigo do Código Penal que considera crime uma mãe matar sua criança


TOTAL:  12 projetos de lei abortistas vindos do PT


Os dois únicos grandes projetos contra o aborto por alguém do PT foram:


PL 478/2007, iniciativa individual do Luiz Bassuma, estabelecendo o Estatuto do Nascituro.


PDC-42/2007, iniciativa individual do Henrique Afonso, tentando suspender a norma técnica aprovada pelo Serra e que o PT havia exigido através da PL 20/1991.


Por causa disso, Bassuma e Afonso foram escorraçados do PT.

A grande mídia agora sempre que se refere à campanha do PT em relação ao aborto, usa expressões como "a suposição de que Dilma Rousseff seria a favor do aborto". 

Mas como assim suposição? No vídeo abaixo dá para ver claramente o que essa candidata disse:

http://www.youtube.com/watch?v=iTLSuMOtvWE

Dilma: "Eu acho que tem que haver discriminalização do aborto. Hoje, no Brasil, é um absurdo que não haja a discriminalização..."

Em entrevista à revista Marie Claire, de abril de 2009, Dilma Rousseff novamente disse ser a favor do aborto:

Marie Claire:  Uma das bandeiras da Marie Claire é defender a legalização do aborto. Fizemos uma pesquisa com leitoras e 60% delas se posicionaram favoravelmente, mesmo o aborto não sendo uma escolha fácil. O que a senhora pensa sobre isso?
 Dilma Rousseff:  Abortar não é fácil pra mulher alguma. Duvido que alguém se sinta confortável em fazer um aborto. Agora, isso não pode ser justificativa para que não haja a legalização. O aborto é uma questão de saúde pública. 

Conforme as resoluções do III Congresso do partido, o PT defende o aborto para todos os casos:
"...defesa da autodeterminação das mulheres, da discriminalização do aborto e regulamentação do atendimento à todos os casos no serviço público evitando assim a gravidez não desejada...". 
Em 1990, Lula disputava contra o Collor e uma ex-namorada do Lula, a Míriam Cordeiro, apareceu dizendo que o Lula havia oferecido dinheiro para abortar sua filha Lurian.

A mãe de Lurian se recusou, teve sua filha e depois apresentou ao Lula dizendo: "Toma e mata."

Por isso tudo é que o PT é considerado ultra-abortista.

Marcadores: , , ,



postado por PBR às      

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial







Voltar a Pensadores Brasileiros