Pensadores Brasileiros       

Anúncios
Procure o livro dos seus pensadores favoritos na Livraria Cultura!

Add to Technorati Favorites




segunda-feira, outubro 01, 2007

Efeito estufa alegado pelos ecologistas é fictício

Conforme o recente estudo "Falsificação dos efeitos estufa do CO2 atmosférico segundo a Física", de Gerhard Gerlich e Ralf D. Tscheuschner, o mecanismo de efeito estufa na atmosfera conforme descrito pelos proponentes do aquecimento global é um mecanismo fictício.

Gerlich e Tscheuschner dizem que o mecanismo proposto de aquecimento global viola a segunda lei da termodinâmica: o calor não se move de um corpo frio para outro corpo mais quente a menos que haja alguma compensação. Uma das premissas incorretas do aquecimento global é que a estratosfera, que é fria, transferiria calor para a superfície que é mais quente, premissa essa que foi baseada numa confusão entre energia e calor feita por alguns climatologistas.

Entretanto, em quase todos os livros de climatologia global e literatura secundária esse mecanismo é dado como real e fundamentado cientificamente.

Os dois físicos demostram, ponto por ponto, que:

a) não há leis físicas em comum entre o fenômeno de aquecimento das estufas e os efeitos fictícios de estufa atmosférica (as estufas funcionam porque o ar é aprisionado e não por causa da radiação ou do CO2),
b) não existe cálculo que determine uma média de temperatura da superfície de um planeta,
c) a diferença de 33 graus Celsius frequentemente mencionada (a tese de que a Terra seria 33 graus mais fria se não houvesse efeito estufa, um fenômeno jamais reproduzido em laboratório) é resultado de uma falha de cálculo,
d) as fórmulas da radiação de cavidades foram aplicadas incorretamente,
e) assumir um equilíbrio radiativo vai contra a Física,
f) a condutividade e fricção térmica não pode ser considerada zero,

e portanto, o efeito estufa atmosférico foi estabelecido como falso.

O "paper" está disponível em formato PDF no site da Arxiv, da Biblioteca da Cornell University.

Marcadores: , , ,



postado por PBR às      

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial







Voltar a Pensadores Brasileiros