Pensadores Brasileiros       

Anúncios
Procure o livro dos seus pensadores favoritos na Livraria Cultura!

Add to Technorati Favorites




domingo, novembro 16, 2008

Os piores livros do século 20

Os piores livros do século 20:

A revista conservadora Human Events e o Intercollegiate Studies Institute (ISI) ambos criaram suas listas dos livros mais perniciosos do século 20. Útil para saber como e porquê chegamos até esse ponto, e para conhecer o arsenal dos esquerdistas.

Eis a lista, segundo a classificação da Human Events:

1) O Manifesto Comunista - Karl Marx e Freidrich Engels

Resultou no Império do Mal Soviético, seus gulags e a fome ukraniana.

2) Mein Kampf - Adolf Hitler

Resultou na Alemanha nacional-socialista e o genocídio dos campos de concentração.

3) Citações do Presidente Mao (Livro Vermelho) - Mao Zedong

Resultou na China comunista, seus laogais e a Revolução Cultural genocida.

4) Relatório Kinsey (Comportamento Sexual no Macho Humano) - Alfred Kinsey

Eleito o terceiro pior na lista do ISI. Livro de um zoologista picareta que tentou dar credibilidade científica à promiscuidade e desvios sexuais, considerando-os normais e chegando até mesmo a sugerir que sexo entre adultos e crianças seria benéfico.

5) Democracia e Educação - John Dewey

Eleito o quinto pior na lista do ISI. Um livro que rejeitou a religião tradicional e os padrões absolutos de moral, fez dos meios um objetivo e propôs que a educação fosse direcionada para a aquisição de habilidades em vez de educar para a formação de caráter, resultando nas péssimas escolas públicas que hoje corrompem os jovens.

6) O Capital - Karl Marx

O livro que previu a destruição do capitalismo e falhou miseravelmente.

7) A Mística Feminina - Betty Friedan

Um livro que denegriu mães que não trabalham fora e cuidam da casa, caracterizando a vida no lar como um "campo de concentração".

8) Curso de Filosofia Positivista - Auguste Comte

Livro que negou a existência e atuação de Deus no mundo, propondo a "sociologia" onde o ser humano sozinho, através da ciência, determinaria seus rumos.

9) Além do Bem e do Mal - Freidrich Nietzsche

Outro livro atacando a fé em Deus, propondo em seu lugar que os homens fossem guiados amoralmente por sua "vontade de poder".

10) Teoria Geral do emprego, juros e dinheiro - John Maynard Keynes

Receita de bolo para a expansão eterna do governo na vida das pessoas.

Na lista dos piores eleitos pelo ISI, figuram:

1) Atingindo a Maioridade em Samoa - Margaret Mead

Autora feminista - não confundir com a mega-abortista eugenista Margaret Sanger - que prometeu aos liberais que o paraíso da promiscuidade sexual existia e funcionava bem numa ilha do Pacífico.

2) Comunismo Soviético: Uma Nova Civilização - Sidney e Beatrice Webb

O casal de propagandistas soviéticos que mentiu adoidado para fazer o Império do Mal parecer que estava dando certo.

4) O Homem Unidimensional - Herbert Marcuse

Livro contendo apologia das depravações sexuais e que serviu como ponto de partida teórico dos anos 60 e do pós-modernismo.

6) A Personalidade Autoritária - Theodor Adorno

Clássico Ad-Hominem. Adorno tentou demonstrar "cientificamente" que todas as idéias contrárias às dele eram fruto de desequilíbrio psicológico.


Depois destes, os demais livros citados são um verdadeiro zoológico das idéias estapafúrdias e totalmente despidas de evidências comprovantes em toda a história humana.
Em geral, são livros que:

- caracterizam todos os impulsos nobres como mera defesa de interesses econômicos,
- colocam o corpo e seus impulsos libidinosos (ou não) acima da alma e do espírito,
- defendem a sexualidade sem moralidade e sem emoções,
- denigrem o Ocidente e, especialmente, os Estados Unidos,
- defendem e justificam genocidas comunistas,
- promovem racismo dos negros contra quem não é negro,
- promovem alarmismo ecológico ou malthusiano,
- atacam a fé em Deus através de teologia de libertação, sofismas e evangelhos apócrifos,
- à guisa de ajudar os pobres, defendem o crescimento e a intromissão estatal na vida das pessoas,
- memórias e biografias mentirosas,
- propaganda de entorpecentes,
- defendem a puerilidade, frivolidade e leviandade em geral,
- defendem a suscetibilidade e os litígios,
- defendem o relativismo intelectual e moral,
- defendem o marxismo,
- promovem a eugenia através do aborto,
- promovem o pacifismo que cede a tiranos genocidas,
- atacam a racionalidade,
- defendem a violência e o terrorismo.

Mais Menções Desonrosas: Paul Ehrlich (A Bomba Populacional), Lênin, John Stuart Mill (Utilitarismo), Skinner, Georges Sorel, Herbert Croly, Darwin, Michel Foucault, Ralph Nader (histeria anti-capitalista), Simone De Beauvoir, Antonio Gramsci, Rachel Carson (histeria ambientalista), Frantz Fanon, Sigmund Freud, Charles Reich e Clube de Roma.


FONTES:
Human Events
Intercollegiate Studies Institute (ISI)

Marcadores: , , , , , , , , , , , , , , ,



postado por PBR às      

2 Comentários:

Blogger Carlos Eduardo disse...

Prezado Editor,

O site Pensadores Brasileiros é uma fonte inesgotável de conhecimento. Em virtude disso gostaria de saber como posso manter contato com os responsáveis pelo site pra oferecer a mais rara entrevista de Olavo de Carvalho. É uma entrevista que ele concedeu a saudosa revista República.

Com a certeza de que serei contactado,

Um abraço.

21 de novembro de 2008 19:31:00 GMT-6  
Blogger PBR disse...

Obrigado, prezado Carlos Eduardo!

Qualquer contribuição pode ser enviada para fmendes at hotmail.com

Um Abraço!

22 de novembro de 2008 19:01:00 GMT-6  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial







Voltar a Pensadores Brasileiros