Pensadores Brasileiros       

Anúncios
Procure o livro dos seus pensadores favoritos na Livraria Cultura!

Add to Technorati Favorites


Arquivos
Posts anteriores
- Qual é o idiota mais chato?
- MST em poucas imagens
- Direitos humanos sob a ótica esquerdista
- Não são urnas que melhoram os governos. É o influx...
- Pensamentos/excrementos esquerdistas
- Cocômunistas ou bostinhas?
- Um mês faz uma enorme diferença para a Rússia e a ...
- O Gênio da Lâmpada Estatal
- Estado-babá no Brasil
- Cartun do Flatuff

Histórico
2002-11-10
2006-11-12
2006-11-19
2006-11-26
2006-12-03
2006-12-10
2006-12-17
2006-12-24
2006-12-31
2007-01-07
2007-01-14
2007-03-18
2007-03-25
2007-04-01
2007-04-08
2007-04-15
2007-04-22
2007-04-29
2007-05-06
2007-05-13
2007-05-20
2007-05-27
2007-06-03
2007-06-10
2007-06-17
2007-06-24
2007-07-01
2007-07-08
2007-07-15
2007-07-22
2007-07-29
2007-08-05
2007-08-12
2007-08-19
2007-08-26
2007-09-02
2007-09-09
2007-09-16
2007-09-23
2007-09-30
2007-10-07
2007-10-14
2007-10-21
2007-10-28
2007-11-04
2007-11-18
2007-11-25
2007-12-09
2007-12-16
2007-12-23
2007-12-30
2008-01-06
2008-01-20
2008-01-27
2008-02-03
2008-02-10
2008-03-02
2008-03-09
2008-04-06
2008-05-11
2008-05-18
2008-05-25
2008-06-08
2008-06-22
2008-07-13
2008-07-20
2008-07-27
2008-08-03
2008-08-10
2008-08-17
2008-08-24
2008-08-31
2008-09-07
2008-09-14
2008-09-28
2008-10-05
2008-10-12
2008-10-26
2008-11-09
2008-11-16
2009-01-04
2009-01-11
2009-01-18
2009-01-25
2009-02-01
2009-02-08
2009-02-15
2009-02-22
2009-03-01
2009-03-08
2009-03-15
2009-03-22
2009-03-29
2009-04-12
2009-04-19
2009-05-10
2009-11-08
2009-11-15
2009-11-22
2009-12-06
2009-12-13
2010-01-10
2010-04-04
2010-04-11
2010-04-18
2010-05-23
2010-05-30
2010-06-06
2010-06-20
2010-10-10
2010-10-17
2010-11-07
2010-11-21
2010-11-28
2011-02-06
2011-02-27
2011-03-06
2011-03-20
2011-07-17
2011-09-04
2011-09-25
2011-12-18
2014-02-09
2014-02-16
2014-02-23
2014-03-02
2014-03-09
2014-03-16


sábado, novembro 18, 2006

Free To Choose - documentário de Milton Friedman

Documentário Free To Choose, exibido no canal PBS nos anos 80, dividido em 10 partes.

Marcadores: , ,



postado por PBR às      
                0 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







O Coral de Milton Friedman



Mais bons artigos sobre Milton Friedman:

Artigo de Thomas Sowell
Links por Michelle Malkin
Entrevista no Estado de SP

Marcadores: , , ,



postado por PBR às      
                0 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







sexta-feira, novembro 17, 2006

Cidades européias experimentam abolir as placas de trânsito

Pense!

Seria algo concebível ter ruas sem placas de trânsito? Sete cidades e regiões na Europa estão experimentando a abolição das placas de trânsito e a redução das leis. O princípio é simples: quando não há regulamentos de tráfego e a situação não é clara, as pessoas são levadas a dirigir com mais cautela.

Reportagem da Spiegel
Outra reportagem sobre o mesmo assunto na Wired
Artigo no Salon
Artigo no Telegraph.co.uk
Outro artigo no Telegraph
Documentário "In Your Car"
Discussão no Techdirt

Por incrível que pareça, o número de acidentes diminuiu dramaticamente com apenas duas regras: "dê a vez de passar a quem esteja à sua direita" e "se você bloquear o caminho de alguém, será rebocado".

Resta saber como isso funcionaria em países onde não há o costume de ter consideração com os outros e não há a compreensão de que por vezes é necessário colocar suas vontades e necessidades em segundo lugar para fazer o sistema funcionar. Será que aprenderiam na marra?

Enquanto isso, os indianos - e os demais países asiáticos também - parecem se virar bem com a ausência de regras de trânsito. É um caos, mas há menos acidentes do que parece. Sem placas, sinais ou faixas de trânsito, atuando individualmente e usando o bom senso, eles conseguem dirigir sem acidentes neste cruzamento.

Marcadores: , , ,



postado por PBR às      
                0 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







Desarmar o cidadão honesto?

Páginas que desbancam a idéia esdrúxula de desarmar o cidadão honesto e colocar os inocentes à mercê da bandidagem:

Incorreto
Armaria
A Human Right
Homem Livre
Desarmamento
Brasil Soberano

Marcadores: , , ,



postado por PBR às      
                0 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







Milton Friedman 1912-2006 - o mundo perde um herói da liberdade

Rose e Milton Friedman
Rose e Milton Friedman


Friedman foi um dos economistas mais influentes no século XX e provavelmente o mais famoso defensor da liberdade de mercado graças à "Free to Choose", sua série de TV e seu livro de mesmo título.


Blog de seu filho David Friedman


Várias entrevistas de Milton Friedman no Google Video


Artigo biográfico no Financial Times


Entrevista (traduzida)


Artigo no Mises.org


Algumas frases notáveis de Milton Friedman ou que foram ditas em sua honra:



- Inflação é a única forma de taxação que pode ser imposta sem legislação.
- Ninguém gasta o dinheiro dos outros com tanto cuidado quanto gasta o seu próprio dinheiro. Ninguém usa os recursos alheios tão cuidadosamente quanto usa seus próprios recursos. Portanto, se quisermos eficiência e efetividade, se quisermos que o conhecimento seja usado apropriadamente, temos que fazê-lo através da propriedade privada.
- A única maneira existente de fazer com que as pessoas contribuam voluntariamente é através do livre mercado. E é por isso que é tão essencial para a preservação da liberdade individual.
- O fato mais importante sobre o livre mercado é que nenhuma troca acontece a menos que ambas as partes se beneficiem.
- Meu maior problema com o mundo é um problema de escassez em meio à abundância... de pessoas famintas em presença de recursos não utilizados... pessoas tendo habilidades que não estão sendo usadas.

Carro de Milton Friedman
Foto do carro de Milton Friedman nos anos 80, que com bom humor, fez sua placa MV=PQ, a equação da Teoria Quantitativa da Moeda.

- As maneiras mais importantes pelas quais eu penso que a Internet vai afetar as grandes questões é que ela vai tornar mais difícil para o governo coletar impostos.
- O mercado negro tinha um jeito de sempre contornar os controles governamentais. Era uma maneira de permitir o funcionamento do livre mercado. Era uma maneira de criar abertura e liberar as pessoas.
- A Grande Depressão, como a maioria dos outros períodos de terrível desemprego, foi produzida pela ingerência do governo em vez de quaisquer instabilidades inerentes à economia privada.
- Governos nunca aprendem nada. Apenas pessoas aprendem.
- Somente o governo consegue usar um pedaço de papel útil, cobrí-lo com boa tinta e fazer com que as duas coisas combinadas percam seu valor.
- Os grandes avanços da civilização, seja na arquitetura ou na pintura, na ciência ou na literatura, na indústria ou na agricultura, jamais se originaram de um governo centralizado.
- A questão é: os executivos de empresas, desde que estejam na legalidade, teriam responsabilidades em seus negócios além de produzir o máximo possível de lucro para os seus acionistas? E minha reposta para essa pergunta é de que eles não tem.
- Nada é tão permanente quanto um programa governamental temporário.
- Não existe tal coisa: almoço grátis.
- Nós temos um sistema que cada vez mais cobra impostos sobre trabalho e cada vez mais subsidia o não-trabalho.
- Eu sou a favor da legalização das drogas. De acordo com meu sistema de valores, se há pessoas que querem se matar, elas têm todo o direito de fazê-lo. Os maiores danos causados pelas drogas é devido à elas serem ilegais.
- Se colocarmos o Deserto do Saara aos cuidados do governo federal , em 5 anos vai começar a faltar areia.

Marcadores: , ,



postado por PBR às      
                0 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







quinta-feira, novembro 16, 2006

O Declínio de uma Democracia Socialista: Alemanha está perdendo os melhores e mais qualificados dos seus cidadãos

Eles querem sair da Alemanha - o mais rápido possível - e se mudar para lugares onde eles crêem que há esperança de um futuro melhor. Alemães estão de saco cheio do "estado de bem estar social" e suas idiosincrasias: a tendência de impingir novas regras sobre coisas para as quais nenhuma regra é necessária, o fato de que menos da metade da população se sustenta com emprego próprio, ...

http://www.spiegel.de/international/spiegel/0,1518,446045,00.html

Marcadores: , ,



postado por PBR às      
                0 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







Voltar a Pensadores Brasileiros