Pensadores Brasileiros       

Anúncios
Procure o livro dos seus pensadores favoritos na Livraria Cultura!

Add to Technorati Favorites


Arquivos
Posts anteriores
- Qual é o idiota mais chato?
- MST em poucas imagens
- Direitos humanos sob a ótica esquerdista
- Não são urnas que melhoram os governos. É o influx...
- Pensamentos/excrementos esquerdistas
- Cocômunistas ou bostinhas?
- Um mês faz uma enorme diferença para a Rússia e a ...
- O Gênio da Lâmpada Estatal
- Estado-babá no Brasil
- Cartun do Flatuff

Histórico
2002-11-10
2006-11-12
2006-11-19
2006-11-26
2006-12-03
2006-12-10
2006-12-17
2006-12-24
2006-12-31
2007-01-07
2007-01-14
2007-03-18
2007-03-25
2007-04-01
2007-04-08
2007-04-15
2007-04-22
2007-04-29
2007-05-06
2007-05-13
2007-05-20
2007-05-27
2007-06-03
2007-06-10
2007-06-17
2007-06-24
2007-07-01
2007-07-08
2007-07-15
2007-07-22
2007-07-29
2007-08-05
2007-08-12
2007-08-19
2007-08-26
2007-09-02
2007-09-09
2007-09-16
2007-09-23
2007-09-30
2007-10-07
2007-10-14
2007-10-21
2007-10-28
2007-11-04
2007-11-18
2007-11-25
2007-12-09
2007-12-16
2007-12-23
2007-12-30
2008-01-06
2008-01-20
2008-01-27
2008-02-03
2008-02-10
2008-03-02
2008-03-09
2008-04-06
2008-05-11
2008-05-18
2008-05-25
2008-06-08
2008-06-22
2008-07-13
2008-07-20
2008-07-27
2008-08-03
2008-08-10
2008-08-17
2008-08-24
2008-08-31
2008-09-07
2008-09-14
2008-09-28
2008-10-05
2008-10-12
2008-10-26
2008-11-09
2008-11-16
2009-01-04
2009-01-11
2009-01-18
2009-01-25
2009-02-01
2009-02-08
2009-02-15
2009-02-22
2009-03-01
2009-03-08
2009-03-15
2009-03-22
2009-03-29
2009-04-12
2009-04-19
2009-05-10
2009-11-08
2009-11-15
2009-11-22
2009-12-06
2009-12-13
2010-01-10
2010-04-04
2010-04-11
2010-04-18
2010-05-23
2010-05-30
2010-06-06
2010-06-20
2010-10-10
2010-10-17
2010-11-07
2010-11-21
2010-11-28
2011-02-06
2011-02-27
2011-03-06
2011-03-20
2011-07-17
2011-09-04
2011-09-25
2011-12-18
2014-02-09
2014-02-16
2014-02-23
2014-03-02
2014-03-09
2014-03-16


sexta-feira, junho 15, 2007

Leis de porte de arma no Brasil = pesadelo

Eis o que explica Leonardo Arruda, diretor da Associação Nacional de Proprietários e Comerciantes de Armas:

Todas as pistolas e revólveres devem ser registrados.

O brasileiro civil está proibido de ter arma com munição melhor do que .380 (9mm curto) para pistolas.

O brasileiro está proibido de ter rifles e carabinas que usem outra munição sem ser de pistola/revólver.

O brasileiro está proibido de ter mais do que duas pistolas/revólveres, 2 rifles e 2 espingardas (somente atiradores e colecionadores registrados no Exército podem ter mais do que isso).

O brasileiro está proibido de comprar mais de uma arma por ano.

Apenas atiradores pertencentes a um clube de tiro podem repôr sua munição, que só pode ser comprada através do clube.

Se um brasileiro for pego com uma arma sem licença, não importando se está sendo apenas transportada dentro de uma caixa fechada, pode enfrentar 2 anos de prisão (4 anos se for arma proibida).

Permissão de transporte de armas devem ser obtidas na central de polícia e leva 1 semana para ser liberado.

Permissão de porte de arma é muito difícil de conseguir.

Os impostos incidentes no comércio de armas são dos mais altos do mundo: 81%.

O tempo médio de espera para registro é de 30 dias. No Rio de Janeiro é de 3 meses.

Todos esses controles levam a um imenso mercado negro. O Brasil é um dos poucos lugares do mundo onde uma arma é ilegal é mais barata do que nas lojas: 1/3 do preço de um revólver nacional.

Traficantes não têm nenhum problema em obter armas como AR15, M16, SIG 551, HKG3, AK47, além de balas traçantes (proibidas aos demais cidadãos).

Se ainda há alguém que acredita no controle rígido de armas nas mãos dos cidadãos honestos, o Brasil é um dos maiores exemplos: segundo um estudo do CDC americano, o Brasil é o segundo colocado no ranking mundial de mortes por armas de fogo.

Loura inteligente Armas versus Estupro

Marcadores: , , , , , , ,



postado por PBR às      
                2 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







quinta-feira, junho 14, 2007

Estados Transformados em Países através do PIB

O PIB Brasileiro pelo Mundo

Estados Transformados em Países através do PIB


FONTE: do blog Liberdade Econômica, por indicação do blog do Orlando Tambosi

Marcadores: ,



postado por PBR às      
                2 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







Pequena lista de contradições do esquerdismo

Os esquerdistas americanos são a favor de impedir os estudantes de fazer orações voluntárias em escolas, e ao mesmo tempo reinvindicam liberdade de culto religioso para os terroristas presos na base americana em Guantanamo.

Esquerdistas brasileiros hoje vestem o manto do nacionalismo, fomentando alarmismo paranóico contra uma suposta dominação estrangeira, mas proclamaram que teria sido melhor que os portugueses não colonizassem Pindorama e denegriram a comemoração dos 500 anos do Brasil.

Esquerdistas vociferam contra a indústria do cigarro ao mesmo tempo que clamam pela liberalização das drogas.

Enquanto esquerdistas americanos reclamam que a globalização está fazendo eles perderem empregos para os trabalhadores do Terceiro Mundo, os esquerdistas brasileiros alegam que a globalização é ruim para o trabalhador.

Esquerdistas se dizem humanistas, mas em uma passeata de judeus contra o terror no Oriente Médio realizada na Universidade de San Francisco, esquerdistas que organizaram um contra-protesto gritaram que "Hitler não tinha terminado o serviço".

A esquerda é contra o porte de armas, mas seu MST e as FARC andam armados e, durante a ditadura militar, os guerrilheiros esquerdistas passaram seu "know-how" para os criminosos da Ilha Grande resultando no PCC de hoje.

O radicalismo ecológico dos esquerdistas caracteriza seres humanos como "pragas" que devastam o planeta e dizem que melhor seria se os humanos fossem extintos ao mesmo tempo que esquerdistas alegam defender essas mesmas "pragas" com seu discurso supostamente a favor dos pobres.

Os esquerdistas usam de demagogia e adulação com os pobres, mas quando um pobre está para nascer, sua proposta de solução é matá-lo através do aborto.

Eles são contra a moralidade burguesa e a favor da liberação sexual, mas a liberação sexual foi justamente o fator principal para as mulheres, que esquerdistas alegam defender, serem tratadas como objeto sexual.

Esquerdistas propuseram "ética na política" para derrubar Collor, usando um tema típico da classe média da antiga direita (foi assim que Jânio Quadros se elegeu) e que era desprezado pelos esquerdistas de então como "moralismo de pequeno burguês".

Eles alegam defender a liberdade de expressão contra a censura, mas quando se trata de alguém expressar idéias contrárias às deles, os esquerdistas tentam censurar usando os recursos mais execráveis.

Se queixam da ditadura militar e das decorrentes violações dos direitos humanos, mas defendem a mais longa ditadura da América Latina e ignoram completamente os direitos humanos dos cubanos.

Esquerdistas ignoram o terrorismo e defendem os palestinos ao mesmo tempo que dizem que defendem os gays. Só que entre os palestinos, os gays são perseguidos e têm que fugir para Israel, o único lugar do Oriente Médio onde eles podem viver em paz.

Os esquerdistas dizem que defendem as mulheres contra o machismo e pregam a liberação do aborto, mas na China comunista, o aborto é liberado e as crianças mais abortadas são as meninas porque as famílias chinesas preferem ter meninos.

Eles dizem ser contra os ricos, mas a maioria dos esquerdistas é de classe média para cima.

Esquerdistas defendem Fidel Castro, Yasser Arafat e Saddam Hussein. Castro foi exposto na revista Forbes como proprietário de pelo menos $110 milhões de dólares, ou seja, 10% do PIB de Cuba. Yasser Arafat tinha mais de $300 milhões de dólares ao seu dispor, além da renda de um casino e de uma engarrafadora de refrigerante. Saddam tinha um mínimo de $2 bilhões de dólares antes do Iraque ser libertado.

O socialista considera o estado como agente ideal para conseguir a igualdade, fazendo todas as propriedades pertencerem ao estado que concede aos cidadãos um controle bastante limitado sobre elas. O comunista deseja o fim da propriedade privada para que haja igualdade (assim eles dizem) mas também pregam o fim do estado. São idéias contraditórias pois o fim da propriedade privada só pode ser conseguido através do monopólio do poder de coerção e quem quer que monopolize essa coerção se torna o estado de fato.

Marcadores: , , , , , , , , , , , ,



postado por PBR às      
                1 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







segunda-feira, junho 11, 2007

Parada gay em SP recebe vasto patrocínio do estado

Muitos órgãos estatais estão defendendo o uso sexual das extremidades do aparelho digestivo.

Patrocínio do estado

Marcadores: , ,



postado por PBR às      
                4 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







domingo, junho 10, 2007

Playboy Marxista tem Pais Burgueses

SÃO PAULO, SP - Vítor Correa, um marxista radical e estudante da USP tem pais burgueses, conforme reportado por fontes no DCE.

Marxista cujos pais são membros da elite burguesa.
Acima: O marxista radical Vítor, cujos
pais são membros da elite burguesa.
"O proletariado vai se erguer e o estado vai acabar, " disse Vítor, de 20 anos, que cresceu no bairro burguês de Jardins, antes de renunciar aos laços do capitalismo explorador durante o primeiro semestre de faculdade. "Só quando os trabalhadores controlarem os meios de produção é que uma sociedade sem classes vai emergir."

Vítor disse que ele passou os primeiros 18 anos de sua vida sobre o domínio opressivo de seu pai, o diretor de banco Ricardo Correa, e de sua mãe Judite Correa, professora, ambos membros da elite burguesa dominante.

"Durante anos, igual aos trabalhadores oprimidos de São Petersburgo em 1918, eu fui controlado pela classe dominante," disse Vítor. "As pessoas que possuem a casa onde eu vivo me diziam a que horas eu devia me sentar à mesa para jantar, quando eu devia fazer minhas tarefas, e a que horas eu devia estar em casa no sábado à noite. Eles controlavam até mesmo meus meios de transporte, me dando as chaves do seu BMW apenas quando eles queriam."

Vítor disse que seus pais ainda o controlam, como todos os capitalistas fazem com as massas, usando seu pagamento do aluguel e da faculdade como meio de influenciar as matérias que ele cursa..

"Eu tava falando com meu pai no telefone outro dia, e ele questionou a minha inscrição numa aula de cinema," Vítor disse. "Ele disse 'É nisso que eu estou gastando $21 mil por ano? Pra você ficar assistindo filmes?' Até aqui no campus, a vários quilômetros de distância dos meus opressores capitalistas, eles ainda têm domínio sobre mim. Até o dia em que eu romper esse grilhões, eu não serei livre de verdade."

Comprometido em fomentar a gloriosa revolução proletária, Vítor recentemente se demitiu de seu emprego numa loja de roupas para se tornar membro do grupo socialista radical PUTS (Partido da União Trabalhista Socialista). Como outras atitudes tomadas por Vítor em direção a uma ditadura do proletariado, a fundação do PUTS sofreu forte oposição dos seus pais.

"Meus pais não entendem que a ordem social baseada na divisão de classe acaba plantando as sementes de sua própria destruição," disse Vítor, que testemunhou ao vivo a divisão de classes e a exploração dos trabalhadores durante um passeio à Disney na Flórida. "Eles queriam que eu fosse para uma faculdade de administração para ganhar muito dinheiro como minha irmã Débora."

"Então, por que eu devo me importar com o que eles pensam?", disse Vítor, "Eu não quero ficar igual a eles. Tudo o que eles se importam é com comprar um sítio e juntar dinheiro para aposentadoria, ou tentar me convencer a escolher uma Pajero em vez da Cherokee que eu quero. É como o Marx falou no Manifesto Comunista, 'A história da sociedade é a história de conflito de classes.'"

A namorada de Vítor, Gertrudes Silva, é uma das fundadoras do PUTS e é a pessoa responsável por apresentar Vítor ao grupo. Antes de se encontrarem num barzinho em setembro passado, Vítor disse que ele não sabia quase nada dos problemas dos trabalhadores e da falta de controle sobre os meios de produção e distribuição.

"Antes do Ano Revolucionário de 2002, eu era muito parecido com o resto da burguesia daqui da faculdade," disse Vítor, grampeando as cópias da última edição do zine do PUTS, Sai de baixo! "Eu era mais preocupado com tirar boas notas, futebol e a galera. Mas eu cresci rápido agora que senti o gosto pelo envolvimento na luta operária dentro do PUTS."

Na sexta-feira seguinte, Vítor disse, os burgueses e as classes proletárias entrarão em choque violento, quando seus pais vierem ao campus.

"Sempre há brigas quando meus pais me visitam, e dessa vez não vai ser diferente," disse Vítor. "Eles vão me dizer para tomar banho todo dia. Eles vão me dizer para me mudar da república. E vão me dizer pra para com essa 'baboseira comunista'. É tão inevitável quanto a vitória da revolução dos trabalhadores."

"Meus pais acham que é só uma 'fase' que eu tou passando," disse Vítor. "Mas é uma fase mesmo - o controle da propriedade sobre o proletariado. Sim, essa é uma fase temporária."

- tirado do Onion e do extinto blog Centro da Midia Independente do Socialismo Caviar

Ver também: Apartamento de marxistas é prova de que marxismo não funciona

Marcadores: , , ,



postado por PBR às      
                6 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







Voltar a Pensadores Brasileiros