Pensadores Brasileiros       

Anúncios
Procure o livro dos seus pensadores favoritos na Livraria Cultura!

Add to Technorati Favorites


Arquivos
Posts anteriores
- Qual é o idiota mais chato?
- MST em poucas imagens
- Direitos humanos sob a ótica esquerdista
- Não são urnas que melhoram os governos. É o influx...
- Pensamentos/excrementos esquerdistas
- Cocômunistas ou bostinhas?
- Um mês faz uma enorme diferença para a Rússia e a ...
- O Gênio da Lâmpada Estatal
- Estado-babá no Brasil
- Cartun do Flatuff

Histórico
2002-11-10
2006-11-12
2006-11-19
2006-11-26
2006-12-03
2006-12-10
2006-12-17
2006-12-24
2006-12-31
2007-01-07
2007-01-14
2007-03-18
2007-03-25
2007-04-01
2007-04-08
2007-04-15
2007-04-22
2007-04-29
2007-05-06
2007-05-13
2007-05-20
2007-05-27
2007-06-03
2007-06-10
2007-06-17
2007-06-24
2007-07-01
2007-07-08
2007-07-15
2007-07-22
2007-07-29
2007-08-05
2007-08-12
2007-08-19
2007-08-26
2007-09-02
2007-09-09
2007-09-16
2007-09-23
2007-09-30
2007-10-07
2007-10-14
2007-10-21
2007-10-28
2007-11-04
2007-11-18
2007-11-25
2007-12-09
2007-12-16
2007-12-23
2007-12-30
2008-01-06
2008-01-20
2008-01-27
2008-02-03
2008-02-10
2008-03-02
2008-03-09
2008-04-06
2008-05-11
2008-05-18
2008-05-25
2008-06-08
2008-06-22
2008-07-13
2008-07-20
2008-07-27
2008-08-03
2008-08-10
2008-08-17
2008-08-24
2008-08-31
2008-09-07
2008-09-14
2008-09-28
2008-10-05
2008-10-12
2008-10-26
2008-11-09
2008-11-16
2009-01-04
2009-01-11
2009-01-18
2009-01-25
2009-02-01
2009-02-08
2009-02-15
2009-02-22
2009-03-01
2009-03-08
2009-03-15
2009-03-22
2009-03-29
2009-04-12
2009-04-19
2009-05-10
2009-11-08
2009-11-15
2009-11-22
2009-12-06
2009-12-13
2010-01-10
2010-04-04
2010-04-11
2010-04-18
2010-05-23
2010-05-30
2010-06-06
2010-06-20
2010-10-10
2010-10-17
2010-11-07
2010-11-21
2010-11-28
2011-02-06
2011-02-27
2011-03-06
2011-03-20
2011-07-17
2011-09-04
2011-09-25
2011-12-18
2014-02-09
2014-02-16
2014-02-23
2014-03-02
2014-03-09
2014-03-16


quarta-feira, abril 25, 2007

Livro Gratuito: The Deliberate Dumbing Down of America

O livro de Charlotte Thomson Iserbyt, ex-conselheira política do departamento americano de educação, revela as políticas globais - cronologicamente, desde 1762 com Jean-Jacques Rousseau - que estão transformando a educação em instrumento para a construção da nova ordem global.

Download em formato PDF.

Marcadores: , , , , , , , , ,



postado por PBR às      
                0 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







Militante do aquecimento global é esculhambada na Internet

Sheryl Crow Papel Higiênico
A compositora de pop-rock, Sheryl Crow, acompanhada de Laurie David, ativista ecológica do Natural Resources Defense Council e produtora do filme de Al Gore "Verdade Inconveniente" participaram do jantar oferecido aos jornalistas correspondentes da Casa Branca. No jantar, as duas confrontaram Karl Rove, que é o principal conselheiro político de George W. Bush.

Segundo uma testemunha, Sheryl e Laurie foram apresentadas a Karl Rove e logo em seguida tentaram dar um sermão nele sobre o aquecimento global. Rove respondeu todos os ataques delas até o ponto em que Sheryl, com o dedo em riste, começou a espetar o peito de Karl Rove, exigindo saber quais empresas estavam patrocinando o trabalho de Dr. John Marburger, o assessor de ciências da Casa Branca.

Rove ainda respondeu que Marburger passou a maior parte de sua carreira no ambiente acadêmico e virou para se sentar. Sheryl Crow o segurou pelo braço, mais umas poucas palavras foram trocadas e o encontro terminou ali.

Mas na versão ditada pela própria Sheryl Crow ao jornal Huffington Post, Rove deu um tapa na mão dela e falou "Não me toque", ao que Sheryl teria respondido "Você não pode falar desse jeito conosco, você trabalha para nós". Rove teria respondido "Eu não sou seu empregado, eu trabalho para o povo americano", segundo a versão de Sheryl.

Nessa mesma semana, Sheryl Crow disse que, para conservar as florestas, os americanos deveriam ser permitidos usarem apenas uma única folha de papel higiênico em cada vez que fossem ao banheiro.

A proposta parece ter sido feita em tom de brincadeira, mas foi levada à sério. Realmente há ecologistas que pensam assim.

Tendo em vista que essa celebridade milionária que milita contra o fictício aquecimento global como um hobby ao mesmo tempo em que realiza turnês pelo país com um comboio de 6 carros, 4 ônibus e 3 caminhões de 18 rodas, tal hipocrisia foi demais para vários internautas.

Alguns especularam que Lance Armstrong teria rompido seu romance com Sheryl Crow por causa da higiene incomum que ela estaria praticando. Outros disseram que a "higiene" de Sheryl teria sido o motivo de Karl Rove ter dito para ela não tocá-lo. Alguns outros queriam o endereço de Sheryl Crow para enviar alguns sabugos de milho.

Eis o que disse um internauta - o comentário mais engraçado sobre essa notícia até agora: "Eu me prontifico a deixar a Sheryl Crow tentar limpar meu rabo com apenas uma folha de papel higiênico. Nem todo mundo tem cagadores pequenos e delicados como ela. Quando eu dou uma barrada, eu DETONO a privada. Não é um processo delicado que deixa apenas uma marquinha de fezes no canto do ânus. É como se uma tremenda bomba detonasse em uma bacia de calda de chocolate. Então, por gentileza, TENTE limpar o meu rabo com uma folha, Sheryl... Eu ficarei contente em, logo depois, me sentar pelado no seu sofá branco novinho."

Infelizmente, Sheryl Crow não é a única celebridade a se preocupar em como os outros se limpam.

Marcadores: , , , , , ,



postado por PBR às      
                1 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







segunda-feira, abril 23, 2007

Fatos pouco conhecidos sobre um ídolo do movimento pacifista: Gandhi



Gandhi
Gandhi é tido como um herói, um grande líder e ídolo do movimento pacifista - praticamente um santo.

No entanto, essa imagem glamurosa não é um retrato preciso de quem foi Gandhi.

Embora tenha se tornado famoso pelo seu pacifismo - ahimsa, ele serviu no exército imperial britânico em 3 guerras, ganhou uma medalha, foi condecorado sargento e até se ofereceu como voluntário na Primeira Guerra Mundial (mas não pode participar devido à uma doença).

Contudo, durante a Segunda Guerra Mundial, Gandhi escreveu uma carta ao povo britânico, pregando a rendição aos Nazistas. Gandhi protestou furiosamente contra a persistência da Inglaterra diante das primeiras vitórias nazistas: "Esse massacre deve parar. Vocês estão perdendo; se persistirem, isso vai resultar em maior derramamento de sangue. Hitler não é um homem mau."

Mais tarde, quando o Holocausto foi revelado, Gandhi criticou os Judeus que fugiram ou resistiram, dizendo ao seu biógrafo Louis Fisher: "Os Judeus deveriam ter se oferecido em sacrifício. Eles deveriam ter se jogado no mar a partir dos precipícios. Suicídio coletivo teria sido heroismo."

Quando os japoneses invadiram Burma (hoje chamada de Myanmar), havia a possibilidade de que o Eixo invadisse a Índia. Devido ao fato de o Eixo estar ajudando um amigo de Gandhi a organizar um exército que expulsaria os inglêses do país, Gandhi declarou que seria melhor deixar os japoneses tomar o quanto quisessem da Índia e que a melhor forma de resistir seria "fazer eles se sentirem indesejados".

No campo pessoal, Gandhi também era esquisitíssimo. Ele tinha obsessão com as excreções do corpo - dava excessiva atenção às latrinas de seu ashram, praticava enemas compulsivamente e bebia a própria urina - e se opunha à tecnologia moderna, inclusive a medicina. Ele não quis que sua esposa tomasse penicilina injetável, mas, no entanto, aceitou ser tratado com quinino quando contraiu malária e aceitou ser operado de apendicite.

Ele não permitiu seus filhos terem uma educação formal e tentou forçar neles suas idéias esquisitas sobre o sexo: ele pregava que os casais só deveriam ter relações 3 ou 4 vezes... na vida inteira. Ele creditava seus "poderes espirituais" à sua habilidade de evitar a ejaculação. Já septuagenário, ele fazia com que as belas meninas locais dormissem nuas ao lado dele para "provar" seu celibato.

Em vista de tudo isso, o movimento pacifista certamente tem todo o direito de tomar Gandhi como seu ícone.

Uma exposição interessante de algumas virtudes de Gandhi e de seu lado mais obscuro é feita no livro de Robert Grenier, "The Gandhi Nobody Knows".

Marcadores: , , , , , , , , , , ,



postado por PBR às      
                0 Comentários                 Links para esta postagem

Onde comprar livros:
Submarino  Livraria Cultura







Voltar a Pensadores Brasileiros